top of page

Marisa reverte tendência e encerra primeiro semestre de 2023 com EBITDA positivo e redução da dívida



Canal Digital apresentou pela primeira vez EBITDA positivo reagindo à estratégia de rentabilização do negócio.


São Paulo, 9 de agosto de 2023 – O primeiro semestre (1S23) da Marisa foi marcado pela execução assertiva e acelerada do plano de reestruturação ambicioso e desafiador que foi desenhado – com o encerramento das atividades de 88 lojas deficitárias e que apresentavam geração de caixa negativo para a companhia. No balanço dos seis primeiros meses de 2023, a empresa apresentou indícios positivos para a sustentabilidade da empresa.

No período, a Marisa registrou EBITDA proforma* ajustado da operação de varejo de R$ 46 milhões, incremento de R$84 milhões ano contra ano, revertendo o resultado negativo do primeiro semestre de 2022. A dívida líquida consolidada teve redução de R$ 81 milhões e melhoria no prazo médio.

Já a posição de caixa consolidada ao longo do segundo trimestre teve incremento de 69% (mais R$ 139 mm) e alta de 41% (R$ 98mm) no 1S23, com saldo final de R$ 339 milhões – resultado sobretudo de aceleração no giro de estoque e da redução no prazo de contas a receber.

A margem bruta no primeiro semestre, por sua vez, atingiu 47,2%, somente 1,8 p.p. abaixo do 1S22, apesar dos impactos de fatores internos e pontuais específicos da reestruturação da Companhia, assim como elementos externos como o arrefecimento da demanda devido a temperaturas menos frias que o esperado.

Os números integram o demonstrativo ‘proforma’ dos resultados do 2T23 e do 1S23, que expurgam os impactos não recorrentes das ações de reestruturação como despesas com fechamento de lojas, redução de pessoal, entre outros, para melhor compreensão e análise dos dados.

No canal Digital, que representa 6,6% do faturamento de varejo no semestre, a Marisa focou na rentabilização do negócio e registrou, pela primeira vez, EBITDA positivo, resultado de reestruturação completa do canal com virada do capital de giro, antes negativo, e redução de despesas. A participação do formato Ship From Store (Envio a partir de Lojas Físicas) nas vendas do canal passou de 9% para 35% nos primeiros seis meses do ano e contribuiu diretamente para a estratégia de otimização e melhoria de giro de estoque da companhia.

Ao longo do semestre, a companhia também avançou na reorganização operacional e societária do MBank, braço financeiro ligado à Marisa. O resultado operacional do MBank já demonstra efeitos positivos do maior rigor para concessão de crédito ao consumidor adotados desde o início de 2023 – com a redução de perdas líquidas, principalmente referentes ao cartão Private Label Marisa e menores despesas operacionais. Ao longo do segundo trimestre, houve reduções nos saldos de carteiras vencidas, que devem refletir positivamente no resultado do Mbank a partir do terceiro trimestre.

Adicionalmente, o MBank deverá receber mais um aporte de recursos de R$ 30 milhões até o final de agosto de 2023, em complemento aos R$90 milhões capitalizados em abril, no âmbito do Plano de Regularização aprovado pelo Banco Central. Dessa vez, o aporte deve ser realizado com recursos da própria Marisa e não mais de acionistas controladores, como na primeira vez.

“Mesmo sem contar com nenhum dinheiro novo (exceto para capitalização dos serviços financeiros), fomos capazes de enfrentar os desafios diante de um ambiente de adversidades que o setor de vestuário, e o varejo como um todo, vem enfrentando em 2023. Estamos com um parque atualizado de 246 lojas em todos os estados brasileiros e concentraremos agora nosso foco em maximizar a produtividade e resultado operacional das mesmas, com suporte do braço digital e inovações no modelo operacional”, afirma João Pinheiro Nogueira Batista, CEO da Marisa.

De acordo com o executivo, a estratégia adotada ao longo do semestre foi necessária para que a companhia retome um crescimento de forma mais eficiente e sustentável, com disciplina de capital. “Assim, esperamos ter destravado algumas frentes de crescimento para nossos negócios, tanto do varejo quanto de serviços financeiros”, conclui.

Comments


bottom of page