top of page

Marisa conclui etapas relevantes do processo de reestruturação operacional



Empresa mantém 246 lojas operando em todos os estados do Brasil e foco é maximizar produtividade e eficiência nas unidades.


A Marisa, uma das principais varejistas de moda feminina e lingeries no Brasil, concluiu o processo de fechamento de lojas deficitárias anunciado em 31 de março deste ano e que integra o plano de otimização operacional da companhia.


O plano previa o fechamento de 92 lojas com geração de caixa negativo durante o segundo trimestre de 2023. Visando a preservação de pontos em que foram identificadas melhorias que ainda podem resultar em maior eficiência operacional, a companhia optou pelo encerramento de um total de 88 lojas – das quais 59 unidades de rua e 29 em shopping centers.


“O processo de adequação do parque de lojas dentro do prazo previsto era uma das principais e mais desafiadoras ações desenhadas em nosso plano de reestruturação”, afirma João Pinheiro Nogueira Batista, CEO da Marisa. “A execução bem-sucedida do plano de fechamento de lojas e de redução de despesas é um importante passo para o fortalecimento e sustentabilidade do negócio da Marisa”, diz o executivo.


A companhia investiu um total de R$ 44,5 milhões no fechamento das 88 lojas (16% abaixo do custo previsto inicialmente), resultando em ganho de EBITDA de cerca de R$40 milhões em 2023 ou de aproximadamente R$ 60 milhões a.a. a partir no ano de 2024. Em relação aos colaboradores das lojas cujas atividades foram encerradas, a companhia conseguiu realocar internamente 40% desses profissionais.


Para o parque atualizado de 246 unidades, que mantem a presença em todos os estados da federação, o foco está em maximizar a produtividade e a eficiência operacional.

Além do fechamento de lojas deficitárias, o plano de otimização operacional da Marisa contempla também a redução de despesas, cuja primeira etapa do processo já foi concluída, viabilizando uma geração extra de caixa da ordem de R$ 35 milhões ano, após revisão de estrutura organizacional e ajuste do modelo operacional.


Ao longo do segundo semestre também serão otimizados os serviços de terceiros e outras despesas, o que deverá gerar uma economia adicional de pelo menos R$ 10 milhões por ano.


Em relação aos fornecedores, a Marisa informa que o processo de renegociação de dívidas já atingiu a expressiva marca de aproximadamente 90% do total de fornecedores e 97% do total da dívida com nossos parceiros de revenda. “A marca tem um forte histórico de parceria com seus fornecedores, o que fez uma grande diferença na assertividade do processo, positivo para todos”, explica o executivo. Em termos de renegociações de aluguéis, já foi ultrapassada a marca de 80% de novos acordos com os proprietários de imóveis.

Comments


bottom of page